continue um livro / rabisque a capa

a semente de uma ideia nasce. quero germiná-la.

e se fosse possível unir a re-significação da oralidade com a permanência do livro? talvez a pergunta nem seja esta, no momento quero buscar a pergunta. mas penso em algo nesse sentido, se a prática é a detentora da sabedoria como concilia-la a informação do objeto?

quero construir um objeto-livro que já sugira a possibilidade de resignificar-se e não apenas a sua permanência.

ainda não sei o que será. caminhemos.

Deixe uma resposta